O Blogue do Syrah – um blogue que fala dos Syrah portugueses (porque são “os melhores do mundo”)

Os apreciadores dos tintos corados e encorpados, com aromas complexos apimentados, encontram nos monocasta Syrah uma escolha de eleição e agora, podem ficar a par do que de melhor se faz por cá com esta casta no “Blogue do Syrah“.

Depois de na semana passada termos apresentado aos nossos leitores a Quinta de Santiago, desta feita vamos falar do “Blogue do Syrah” que se dedica exclusivamente a esta casta de tintos tão peculiares.

Da autoria de Francisco Trindade e Raúl Pires Coelho, um filósofo e um arquitecto que se definem como “dois exigentes consumidores de Syrah”, o blogue pretende divulgar os melhores vinhos do mercado feitos exclusivamente com uvas desta casta.

O grande objectivo é falar dos Syrah portugueses “porque são os melhores do mundo”, afiançam os dois bloguers.

A casta, que chegou a Portugal há cerca de 30 anos, adaptou-se particularmente bem ao clima do Alentejo e não é à toa que esta é a região nacional que mais vinhos 100% Syrah produz.

O BRETT EDITION, da Herdade do Arrepiado Velho, que está nas prateleiras da Virgu Wines, é um destes vinhos alentejanos 100% Syrah e que já mereceu o destaque do blogue como um dos “melhores Syrah portugueses de sempre“.

Trata-se de um vinho de cor ruby-violeta, bastante corado, com um elevado grau alcoólico (14,5% Vol.) e um potencial aromático complexo, com toques de especiarias e de groselhas pretas, como é apanágio dos Syrah em geral.

As características peculiares desta casta potenciam vinhos tintos fortes e muito estruturados, verdadeiros clássicos, ideais para acompanhar pratos com sabores intensos e ricos, como assados de carneiro e petiscos de caça ou queijos.

Actualmente, a Syrah é a décima casta mais plantada em Portugal, de acordo com dados do Instituto do Vinho e da Vinha citados pelo “Blogue do Syrah”.

A origem da casta continua a ser enigmática, especulando-se que já seria “cultivada nos tempos de Cristo” e que “deve o seu nome à cidade de Shiraz, na antiga Pérsia, actual Irão”, segundo refere o blogue.

Também há quem afirme que veio de Siracusa, na Sicília, Itália. Mas a tese mais forte aponta que a Syrah é genuinamente francesa, originária da famosa região do Rhône e descendente das castas Dureza (tinta) e Mondeuse (branca).

Deixe uma resposta